EFEITO DO TREINO DE FORÇA NA HIPERTROFIA MUSCULAR EM IDOSOS SAUDÁVEIS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA.

Autores

Palavras-chave:

Idoso, treinamento de força, massa muscular, hipertrofia muscular, Elderly, Strength training, Muscle mass, Muscle hypertrophy.

Resumo

OBJETIVO: Sumarizar a literatura de forma sistemática considerando estudos que abordam treinamento de força e seus efeitos na hipertrofia muscular de idosos saudáveis.

MÉTODOS: A busca foi desenvolvida considerando a estratégia PICOS na plataforma PubMed. A data dos estudos selecionados foram os últimos 5 anos (01.01.2017 a 21.07.2021). Estudos em qualquer língua foram considerados. Como critério de elegibilidade os estudos tinham que conter: Estudos com idosos saudáveis; intervenções com exercícios de força; desfechos com medidas de hipertrofia (ressonância magnética, ultrassom etc.).

RESULTADOS: 14 estudos foram incluídos, totalizando 470 indivíduos idosos (296 participantes no grupo experimental e a 174 participantes no grupo controle), com idades entre 60 e 80 anos. O período de intervenções de treinamento de força ocorreu entre 4 e 30 semanas, com sessões de 1 a 7 vezes por semana. Foram realizados também testes de equilíbrio, mensuração de temperatura muscular, capacidade e desempenho funcional, e testes de força, o qual mais utilizado foi o teste de 1 repetição máxima (1RM). Em suas medidas de hipertrofia, foram utilizadas raio-X de energia dupla (DXA), ultrassom, Impedância bioelétrica e tomografia computadorizada. Os estudos analisados apresentaram aumento significativo do volume muscular quando comparado a grupos controle (acompanhamento ou comparação). Todavia, os estudos com grupos comparação (outra estratégia ou protocolo de treino de força) também promoveram o aumento volume muscular, não havendo diferenças entre os grupos.

CONCLUSÃO: O treinamento de força é eficaz para promover melhorias no volume muscular de idosos.

DESCRITORES: Idoso, Treinamento de força, Massa muscular, Hipertrofia muscular.

ABSTRACT

OBJECTIVE: To systematically summarize the literature considering studies that address strength training and its effects on muscle hypertrophy in healthy older people.

METHODS: The search was developed on the PubMed platform considering the PICOS strategy. The search date of the selected studies included the last 5 years (01.01.2017 to 07.21.2021). Studies in any language were considered. As eligibility criteria, the studies were required to contain: healthy older people; interventions with strength exercises; outcomes with hypertrophy measures (MRI, ultrasound, etc).

RESULTS: In total, 14 studies were included, totaling 470 older individuals (296 participants in the experimental group and 174 participants in the control group), aged between 60 and 80 years. The strength training interventions took place over between 4 and 30 weeks, with sessions from 1 to 7 times a week. Tests of balance, measurement of muscle temperature, capacity and functional performance, and strength tests were also carried out, with the most common being the 1 repetition maximum test (1RM). For the hypertrophy measurements, dual energy X-ray (DXA), ultrasound, bioelectrical impedance, and computed tomography were used. The analyzed studies showed a significant increase in muscle volume in the intervention groups when compared to control groups (follow-up or comparison). However, studies with comparison groups (another strength training strategy or protocol) also showed increases in muscle volume, with no differences between groups.

CONCLUSION: Strength training is effective in promoting improvements in muscle volume in older adults.

DESCRIPTORS: Older adult, Strength training, Muscle mass, Muscle hypertrophy.

Publicado

2022-02-27

Edição

Seção

Artigos de Revisão Sistemática, Metanálises e Narrativa