Compreensão da equipe multiprofissional de uma Unidade de Terapia Intensiva sobre promoção da Saúde.

Autores

Palavras-chave:

promoção de saúde; unidade de terapia intensiva;, equipe multiprofissional, Health promotion, Health team, Intensive care unit.

Resumo

OBJETIVO: conhecer a compreensão dos profissionais de saúde de uma Unidade de Terapia Intensiva sobre o significado de promoção da saúde.

MÉTODOS: Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa com análise temática.  Os sujeitos do estudo foram 24 profissionais com formação superior, seis médicos, seis enfermeiros, seis fisioterapeutas, uma psicóloga, uma fonoaudióloga, uma nutricionista, uma assistente social e dois farmacêuticos. O período de coleta de dados transcorreu entre os meses de novembro e dezembro de 2016, utilizou-se uma pesquisa semiestruturada, as entrevistas foram transcritas na íntegra, e as análises de dados foram realizadas a partir da análise de conteúdo.

RESULTADOS: Os resultados apresentam oito núcleos de significados/pré-categorias: I) falta de repertório; II) promoção da saúde como orientação; III) generalização para o bem-estar; IV) promoção da saúde e equipe multiprofissional; V) promoção da saúde e família; VI) dificuldades dos profissionais; VII) promoção da saúde e tratamento; e VIII) promoção da saúde como forma de acolhimento.

CONCLUSÃO: Ainda há muito a avançar para alcançar o desenvolvimento da promoção da saúde no contexto da Unidade de Terapia Intensiva, sobretudo porque as práticas de saúde instituídas no cuidado ao paciente são centradas nos aspectos físicos da doença.

DESCRITORES: Promoção da saúde, Profissionais de saúde, Unidade de Terapia Intensiva.

ABSTRACT

OBJECTIVE: To investigate the understanding of health professionals in an Intensive Care Unit about the meaning of health promotion.
METHODS: This study has a qualitative approach with thematic analysis. The study subjects included 24 professionals with higher education: six doctors, six nurses, six physiotherapists, one psychologist, one speech therapist, one nutritionist, one social worker, and two
pharmacists. The data collection took place between the months of November and December 2016, using semi-structured research, and the interviews were transcribed in full. The data analyses were carried out from the content analysis.
RESULTS: The results present eight nuclei of meanings/pre-categories: I) lack of repertoire; II) health promotion as guidance; III) generalization for well-being; IV) health promotion and multidisciplinary team; V) health and family promotion; VI) difficulties of professionals; VII) health promotion in treatment; and VIII) health promotion as a form of care.
CONCLUSIONS: There is still a long way to go to achieve the development of health promotion in the context of the Intensive Care Unit, especially because the health practices established in patient care are centered on the physical aspects of the condition.
DESCRIPTORS: Health promotion, Health professionals, Therapy Unit.

Publicado

2021-08-27